segunda-feira, 2 de abril de 2007

SENTIMENTO, PENSAMENTO E FILOSOFIA

E a estrela depois de tanto viajar pelo espaco encontrou um lugar pra respousar. Em pouco tempo o lugar onde estava agora comecou a se transformar, pouco a pouco. Por onde a estrela andava um pingo estelar deixava, iluminando e purificando a tudo que tocava, ela havia decidido que só voltaria aos céus quando fosse a mais brilhante, a mais veloz, quando finalmente sentisse que havia atingido seu máximo de existencia, mas ela tinha medo de arriscar, de tentar, medo de cair, de falhar. Foi quando enquanto caminhava por aquele planeta, a estrelinha parou e observou uma grande luz que surgiu do horizonte, aquela luz cresceu e cresceu até o ponto que se via uma grande bola de luz no céu e entao a estrela, abismada com tal visao, pensou: “Como pode ser tao bela, tao grande? Nunca serei como ela, nunca...” A estrela, mto triste, comecou a lacrimejar,, queria chorar e desistir, pois viu que jamais atingiria seu sonho, até que ouviu: “Nao chores linda estrela, tudo aquilo que tocou antes, por onde passara, agora se torna vida.” A estrelinha se virou e de onde pisou agora surgiam plantas e flores, passaros e borboletas voavam e entao o sol continuou a dizer “Posso ser grande, mas agora que aqui ha vida, aqui devo permanecer para aquecer a todos esses seres, por longos e longos anos, enquanto voce podera voar por todo o universo, coisa que ja nao posso mais fazer. Agora va pequenina e germine a todos os planetas que encontrar, pois tua simplicidade lhe permite voar e teu carater eh luz de vida, sei disso, pois um dia fui como vc”

Google Website Translator Gadget

Seguidores